terça-feira, 3 de junho de 2008

Canção

espaço

Que saia a última estrela

da avareza da noite

e a esperança venha arder

venha arder no nosso peito

 

E saiam também os rios

da paciência da terra

É no mar que a aventura

tem as margens que merece

 

E saiam todos os sóis

que apodreceram no céu

dos que não quiseram ver

- mas que saiam de joelhos

 

E das mãos que saiam gestos

de pura transformação

Entre o real e o sonho

seremos nós a vertigem.

 

Alexandre O'Neill  "In Poesia Completa"

13 comentários:

elisabete cunha disse...

Ana

AGRADECEMOS A ATENÇÃO!

http://elisabetecunha2008.wordpress.com/
novo endereço da elisabete.
deixe um recadinho pra ela!

Sophiamar disse...

" e a esperança venha arder
venha arder no nosso peito"

Que haja esperança apesar dos momentos difíceis por que a humanidade passa.
Beijinhossss

EDUARDO disse...

PODEROSA imagem aliada a um texto igualmente poderoso! um beijão muito muito amistoso e gostoso amiga Ana!


PARADOXOS

mundo azul disse...

"...e saiam também os rios, da paciência da terra..." Que bonito!
Um belo poema, sem dúvida...
Beijos de carinho e dias felizes!!!

Carla disse...

e nós ficamos por aqui...recuso-me a sair perante tanta beleza
beijos amiga

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Anamarta bela imagem...Belo texto !
Beijo

Jorge P.G disse...

Um grito de revolta e de esperança, à O'Neill, extraordinário poeta!

Um abraço, Ana Marta.

meg disse...

Anamarta,

Alexandre O'Neil, As Obras Completas, é um dos livros que estão fora da estante.
Ainda bem que o trouxeste aqui hoje, e não desistas de o publicar, como eu fiz...

É que infelizmente nem toda a gente tem livros, e os blogues não são feitos so para serem lidos por doutores, minha amiga.

Vamos publicar poesia, Anamarta...
os nossos poetas merecem isso!

Parabéns e FORÇA!

Um grande abraço amigo e sincero!

peciscas disse...

Um poema que tem a força de um hino!

elvira carvalho disse...

Gostei do poema. Apesar de tudo fica a esperança...
Um abraço

Mia disse...

No dia Mundial do Ambiente reflictamos sobre ele. Preservemos o que de bom nos deram para viver.

Bjos

elprincipito disse...

La muerte no es el final.

lagartinha disse...

Anamarta
AI peço tanta desculpa pela demora...
Só hoje vi o pedido do cartão.
Já está pronto. Quando quiser, é só levantar.
Voltarei para ler o que escreveu.
Um beijinho