quinta-feira, 24 de setembro de 2009

É Noite, Mãe

IN THE CANDLE LIGHT.(ISO 4000).

Há um ano que partiste Mãe! a saudade ficou comigo!

As folhas já começam a cobrir
o bosque, mãe, do teu outono puro...
São tantas as palavras deste amor
que presas os meus lábios retiveram
pra colocar na tua face, mãe!...

Continuamente o bosque se define
em lividez de pântanos agora,
e aviva sempre mais as desprendidas
folhas que tornam minha dor maior.
No chão do sangue que me deste, humilde
e triste, as beijo. Um dia pra contigo
terei sido cruel: a minha boca,
em cada latejar do vento pelos ramos,
procura, seca, o teu perdão imenso...

É noite, mãe: aguardo, olhos fechados,
que uma qualquer manhã me ressuscite!...

 
António Salvado, in "Difícil Passagem"

Imagem: Dimitris Vasiliou

3 comentários:

elvira carvalho disse...

E o tempo parou no seu blogue, já que nas actualizações continua a dizer que o último poste foi há um ano.
E fica uma saudade que não acaba nunca.
Deixo um abraço de solidariedade.

Anónimo disse...

Uma excente escolha ;)

Maria disse...

Um abraço, forte.