terça-feira, 11 de março de 2008

E AMANHÃ COMO SERÁ ????

















Ontem, como hoje …

"O país perdeu a inteligência e a consciência moral.
Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os caráteres corrompidos.
A prática da vida tem por única direcção a conveniência.
Não há princípio que não seja desmentido.
Não há instituição que não seja escarnecida.
Ninguém se respeita.
Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos.
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.
Alguns agiotas felizes exploram.
A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia.
O povo está na miséria.
Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente.
O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo.
A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências.
Diz-se por toda a parte: o país está perdido!"

(Escrito em 1871, por Eça de Queirós, no primeiro número d'As Farpas)

8 comentários:

Meg disse...

Anamarta,

Encontramo-nos nas palavras também. E Eça não era um visionário, ele conhecia o seu povo, os seus políticos. E nada mudou quase um século e meio.
Também eu já publiquei vários textos dele, l é a actualidade dos mesmos.

Um abraço para ti

Mocho-Real disse...

Inteligente, admirável pintor de retratos da sua época através de uma cr´tica feroz e uma mordacidade provavelmente inigualável, Eça<- apesar de bem instalado navida, ou até talvez um pouco por isso mesmo - deixou-nos obras em que a sociedade portuguesa foi posta a nu. Talvez por ser muito culto e ter vivido em outros países incomensuravelmente mais adiantados culturalmente para a época, Eça meteu a ridículo as pessoas e situações mais pacóvias do país, ainda que se julgassem as mais iluminadas.
Um escritor sublime, quanto a mim, que não poupava o novo-riquismo e a indigência intelectual que tantas vezes lhe está associada.

Neste retrato, podemos verificar o que não evoluiu em Portugal nos últimos 100/150 anos.
E nada me espantaria se, de hoje a outros 100, as palavras do escritor continuassem actuais.

Um abraço.
Jorge G.

peciscas disse...

O velho Eça, sempre actual.
Infelizmente!

Templo do Giraldo disse...

Ora viva.

Venho aqui agradecer o teu comentario e dizer-te que serás sempre bem vindo no meu espaço. Quando quiseres passa por lá, eu da minha parte pretendo fazer o mesmo aqui pelo teu blogue.

Um abraço do templo.

Sophiamar disse...

Portugal, ontem como hoje. O discurso parece acabadinho de fazer. Parados no tempo. Amanhã? Haverá futuro?

Beijinhosssss

elprincipito disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Carminda Pinho disse...

Anamarta,
por coincidência, ainda ontem à noite estive a reler este texto do nosso Éça.
(...Diz-se por toda a parte:o país está perdido).
Actualissímo!!!

Beijos

Nota: cuidado com o vírus aí em cima.

Carminda Pinho disse...

Ana Marta,
o vírus de que falei é o comentáro que está acima do meu 1º.
Andam por aí muitos deste tipo nos blogs e têm-me avisado que pode ser vírus.

Bjs