terça-feira, 13 de maio de 2008

A cidade é um chão de palavras pisadas

image

A cidade é um chão de palavras pisadas
a palavra criança a palavra segredo.
A cidade é um céu de palavras paradas
a palavra distância e a palavra medo.
A cidade é um saco um pulmão que respira
pela palavra água pela palavra brisa.
A cidade é um poro um corpo que transpira
pela palavra sangue pela palavra ira.
A cidade tem praças de palavras abertas
como estátuas mandadas apear.
A cidade tem ruas de palavras desertas
como jardins mandados arrancar.
A palavra sarcasmo é uma rosa rubra.
A palavra silêncio é uma rosa chá.
Não há céu de palavras que a cidade não cubra
não há rua de sons que a palavra não corra
à procura da sombra de uma luz que não há.

Ary dos Santos (1937-1984)

8 comentários:

Carminda Pinho disse...

Ana Marta,
As palavras de Ary nesta cidade de palavras, de sons, de luz que é Lisboa...continuam a ecoar por todas as ruas e becos...
Belas fotografias!

B eijinhos

peciscas disse...

Inesquecível e insubstituível Ary.

meg disse...

Anamarta,

~Hoje tive sorte, porque tem sido impossível entrar para comentar.
Hoje foi à primeira,

Também eu, Anamarta tenho no Ary uma das vozes mais importantes do antes 25 de Abril.Este poema, também foi um dos primeiros que publiquei quando iniciei o Blogue,
Gostei de o ver aqui de novo... porque É PRECISO E URGENTE.

Um abraço

Isabel-F. disse...

Não conhecia este poema ... é simplesmente delicioso ... e não podias ter escolhido melhores fotos para ilustrar ...

adorei o post


beijinhos

looking4good disse...

Gosto dessa cidade dos electricos e das ruas estreitas, das ginjinhas... mas a globalização parece querer acabar com tudo. Um bom fim de semana (Thanks It's Friday!)

EDUARDO disse...

estamos sempre a conhecer... este por acaso ainda não tinha lido, obrigado :-)

beijão



paradoxos

Sophiamar disse...

Gosto do teu blog e da atmosfera que o perpassa. Aqui há Liberdade, há solidariedade, há vida...

Obrigada, Anamarta!

Bem hajas!

Ah, Ary está entre os maiores.

Beijo

LopesCa disse...

O encantador Bairro Alto e palavras fortes :)