segunda-feira, 4 de maio de 2009

Ventre Vida

Diapositivo12

Ventre vida

Vida flor

Flor bela

Belo amor.

Amor dela

Dela a dor

Dor do mundo

Do mundo a flor.

Flor frágil

Flor murcha

Flor minha

Minha dor.

Dou-te ela

Dou-te vida

Flor ventre

Corpo amor.

Podas ela

Despes eu

Mata sonho

Sonho meu.

Gotas d’água

Brilho sol

Vento fresco

Vendaval.

Varre tudo

Remexe fundo

Renasce o mundo

Mundo meu.

Sempre amor

Sempre flor

Floresce forte

Depois da morte.

Raiz minha

Raiz forte

Flor linda

Linda sorte.

A minha vida

A minha morte.

" Podem podar meu caule, minhas folhas, frutos e flores
Mas não podem arrancar minha raiz"!

Carolina Sanches

16 comentários:

peciscas disse...

Um excelente poema que é uma bela homenagem à mulher-mãe.

Isabel-F. disse...

que belo poema Ana Marta ...

caro que a ausência não significa esquecimento ...

eu tb tenho, por falta de tempo, andado bem afastada, dos blogues e de vários amigos/as de quem gosto mim ... e claro não me esqueço deles ...
sempre que posso dou um "pulinho" ...

beijinhos e tudo de bom para ti

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Ana Marta, belo poema de homenagem a todas as mães....Espectacular....
Beijos

Isamar disse...

Um poema lindíssimo. Uma homenagem àquela que nos deu o ser.

Bem-hajas!

Beijinhos

LopesCa disse...

Muito bonito :)

samuel disse...

Belas palavras... belo exercício!

Vieira Calado disse...

Exaustivo,

mas bem cadenciado e esbelto.

Bjs

alcinda leal disse...

É um bonito poema de homenagem à mulher mãe e é um divertido exercício literário!
Sempre usei esse exercício com os meus alunos e saiam coisas lindas, de acordo com as suas idades,claro!
E para eles era um exercício estimulante!
Bjs Alcinda

Carminda Pinho disse...

Lindo!!!

Beijinho, Ana.

Maria disse...

É lindo... e tocante...

Um beijo

Meg disse...

Anamarta,

O trabalho aperta, e o tempo escasseia, mas hoje aqui estou para te dizer que gostei muito deste poema. Muito belo e intenso.

Um beijo para ti, Anamarta.

Judô e Poesia disse...

Este é mesmo um lindo blog, pleno de sentimentos e alma poética. Foi muito bom estar aqui. Beijos. Domingos

Judô e Poesia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Judô e Poesia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Judô e Poesia disse...

Desculpe, meu comentário repetiu três vezes e tive que eliminar duas, para não ficar estranho. Novos beijos. Domingos.

elvira carvalho disse...

Não conhecia e é das coisas mais bonitas que já li.
Um abraço